sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Precariedade no SUS

Agora há pouco (são 8:45 h da manhã) fui abordado por uma senhora, aparentemente calma mas transbordando aflição, pedindo ajuda para comprar o remédio de sua mãe que sofre de osteoporose nível 4, na coluna. A mulher alegou que durante a semana inteira rodou os hospitais de Fortaleza à procura do medicamento, mas foi informada que o mesmo está em falta e a previsão é de que chegue na próxima semana.

Ela mostrou-me a receita do medicamento, com o orçamento da farmácia. Um único comprimido custa R$ 145. Fiquei comovido com a frase: "Ver sua mãe chorar de dor durante duas noites sem poder fazer nada, moço, é duro". É de cortar o coração de qualquer brasileiro, que paga caríssimo por um serviço que praticamente não recebe, o SUS.

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Todos os direitos reservados