quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Fruticultura cearense é exemplo para o mundo

Uma missão de técnicos de governo e produtores rurais de Cabo Verde realiza esta semana no Ceará uma série de visitas técnicas para conhecer sistemas de produção e comercialização que poderão ser replicados no país. As ações ocorrem na sequência do anúncio de um plano de desenvolvimento de agropecuária, entre o Instituto Frutal do Brasil e o Ministério Ambiente, Desenvolvimento Rural e Recursos Marinhos (MADRRM) do país africano.

O diretor geral de Agricultura, Silvicultura e Pecuária do MADRRM, Emitério Lopes Ramos informou que o acordo vai possibilitar a assistência de técnicos que trabalham com o Frutal para iniciar no país um plano de ação “em circunstâncias agroclimáticas muito semelhantes”.Segundo ele, há a pretenção de aproveitar essa a boa experiência do Frutal para fazer as adaptações necessárias à realidade do Ceará, e caminhar mais rápido para o desenvolvimento, com conhecimentos já testados e resultados positivos. As declarações forma feitas durante a Semana Internacional de Fruticultura, Floricultura e Agroindústria (Frutal 2009), que ocorre em Fortaleza até quinta-feira.

O diretor do MADRRM afirmou que, levando-se em consideração que as conversações foram iniciadas no ano anterior, será possível começar a trabalhar imediatamente na proposta de intervenção com ações em futuro próximo.“No domínio particular da fruticultura, temos um potencial enorme ainda a explorar para podermos reduzir a dependência da importação”, afirmou o diretor, ao observar que Cabo Verde importa, no geral, cerca de 80% do que consome.

Já o diretor técnico do Instituto Frutal, Erildo Pontes, relatou que O Ceará está implantando duas áreas de maçã e pêra e outras culturas de clima temperado e que vai trabalhar ainda com oliveiras, para a produção de azeite. (da Agência Lusa)

Nenhum comentário:

Pesquisa personalizada
Todos os direitos reservados